Relógio
Livro de Visitas
Por favor!. Pique no link abaixo e deixe o seu comentário.
Precisamos da sua ajuda para melhorar os nossos temas.
Obrigado pela sua visita!.
Volte Sempre!.
CONTADOR DE VISITAS
web counter free
Visitantes
Pode ler todos os temas mas, se tenciona escrever neste Fórum, terá que efectuar o registro gratuitamente.
Se gosta de conviver,contar as suas histórias,
escrever as suas crónicas,mostrar as suas fotografias,
ensinar quem precisa,aprender com outras pessoas,
passar o seu tempo livre em boa companhia,
este é o local certo.
Ficamos à espera da sua decisão.
 Administrador
 Stheffa
Últimos assuntos
» REFLEXÕES - CALORIAS
Qua Jan 18, 2012 7:34 pm por amilcar34

» ARVORES QUE NÃO PLANTAMOS
Sex Dez 23, 2011 5:47 pm por amilcar34

» O CALDO VERDE EVITA O CANCRO
Qua Nov 23, 2011 12:45 pm por amilcar34

» Caminheiro
Qui Nov 03, 2011 7:48 pm por lucy19358

» VÁRIAS RECEITAS DE BACALHAU
Dom Out 30, 2011 3:57 pm por Manuel Joaquim Pires

» Versos "SPORTING"
Dom Out 30, 2011 10:18 am por Stheffa

» CARROS ESTACIONADOS AO SOL
Sex Out 28, 2011 9:22 pm por Manuel Joaquim Pires

» O sino da minha freguesia
Qui Out 27, 2011 6:18 pm por lucy19358

» A NOVA CONTRATAÇÃO DO SPORTING 2011/2012
Qua Out 26, 2011 8:43 pm por Stheffa

» A teimosia da névoa
Ter Out 25, 2011 9:52 am por lucy19358

» O ARROZ BRANCO E NEGRO
Seg Out 24, 2011 5:27 pm por jmanacleto

» PARALISIA INFANTIL
Seg Out 24, 2011 11:46 am por madley29

» PRAIA DAS MAÇÃS
Sex Out 21, 2011 9:48 pm por Ana Maria

» CONHEÇAM " A MOLLY "
Sex Out 21, 2011 11:01 am por Stheffa

» Recordando tempos de menino
Qua Out 19, 2011 8:41 pm por Stheffa

» TUDO O QUE VICIA COMEÇA COM "C"
Qua Out 19, 2011 6:38 pm por amilcar34

» PLANETA FEITO DE DIAMANTES
Seg Out 17, 2011 11:20 am por José Rama

» TIO SAM SÍMBOLO NOS E.U.A.
Seg Out 17, 2011 10:54 am por jmanacleto

» Fado "Com ternura e muito amor"
Dom Out 16, 2011 9:32 pm por Stheffa

» JÁ LÁ VEM A ALVORADA
Dom Out 16, 2011 6:23 pm por lucy19358

» A Oliveira, as Azeitonas e o Azeite
Qua Out 12, 2011 10:17 pm por Stheffa

» ESTÁDIOS PARA CATAR 2022
Qua Out 12, 2011 3:52 pm por Stheffa

» JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO
Seg Out 10, 2011 9:56 pm por amilcar34

» SANTIAGO DO ESCOURAL
Seg Out 10, 2011 8:06 pm por Stheffa

» Mãe natureza
Seg Out 10, 2011 5:31 pm por lucy19358

» O Pâncreas
Seg Out 10, 2011 3:51 pm por madley29

» Steven Paul Jobs
Seg Out 10, 2011 3:07 pm por Stheffa

» Aventuras do Sthefary
Dom Out 09, 2011 4:19 pm por Stheffa

» As Irmãs Lucília e Lúcia Neves
Dom Out 09, 2011 4:04 pm por Stheffa

» Os meus versos de menino
Sab Out 08, 2011 8:39 pm por Stheffa

» Acordeonista
Sab Out 08, 2011 10:51 am por Stheffa

» Queda de Rochas nas Praias
Qui Out 06, 2011 9:44 pm por Ana Maria

» O Medronheiro
Qui Out 06, 2011 8:52 pm por José Rama

» Recordando Amália Rodrigues
Qui Out 06, 2011 5:15 pm por madley29

» Lev Yachine
Qui Out 06, 2011 4:39 pm por jmanacleto

» Rosa dos Ventos
Qua Out 05, 2011 9:52 pm por Stheffa

» Marinheiro
Ter Out 04, 2011 6:23 pm por Stheffa

» CONSELHOS ÚTEIS
Seg Out 03, 2011 7:44 am por John Cesarine

» BOA DIETA FRANCESA
Seg Set 26, 2011 8:59 pm por amilcar34

» FRUTAS NA SAUDE CONFORME TABELA!!!
Dom Set 25, 2011 5:21 pm por amilcar34

» INTERPRETANDO A POESIA DE CAMÕES
Qui Set 08, 2011 9:14 pm por amilcar34

» Sporting Clube dos Sportinguistas
Sex Set 02, 2011 4:01 pm por Stheffa

» O meu pequeno jardim
Ter Ago 30, 2011 5:06 pm por lucy19358

» A Ilha da Culatra
Seg Ago 22, 2011 7:43 am por Stheffa

» VALORIZAÇÃO DAS FRUTAS
Qui Ago 18, 2011 8:26 pm por amilcar34

» Televisão Digital Terrestre
Seg Ago 15, 2011 8:31 am por Stheffa

» PARA REFLETIR
Sab Ago 06, 2011 5:25 pm por amilcar34

» O QUE É EXPERIÊNCIA???...INTERESSANTE
Sab Jul 23, 2011 5:40 pm por amilcar34

» PARA RIR A BOM RIR...
Sab Jul 23, 2011 5:20 pm por amilcar34

» HOMENS SEGUNDO FERNANDA MONTENEGRO
Sex Jul 15, 2011 7:41 pm por amilcar34

Fotos de Portugal
Amilcar34

História – A invasão e ocupação árabe da Ibéria, e a lenda das amendoeiras em flor do Algarve

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História – A invasão e ocupação árabe da Ibéria, e a lenda das amendoeiras em flor do Algarve

Mensagem  Convidad em Ter Fev 01, 2011 10:45 am

No século VIII da n/ era, os cristãos visigodos ocupavam a Ibéria constituindo um unificado reino com capital em Toledo, sendo Rodrigo o seu último rei visigodo.
No próximo oriente, o califa de Bagdad enviava os seus aguerridos e temidos exércitos compostos por veloz cavalaria equipada com acutilantes cimitarras conquistando e pilhando territórios por todo o Norte de África, desde o Egipto a Marrocos, assim expandindo o califado muçulmano e dilatando a religião do profeta Maomé.
Comandados por Tarik, os árabes atravessaram o estreito de Gibraltar e desembarcaram na zona onde hoje se encontra a cidade espanhola de Tarifa (deriva de Tarik) perseguindo e dizimando os couraçados e pesados cavaleiros do exército cristão visigodo cujos sobreviventes se refugiaram em Covadonga nas terras altas das Astúrias (Norte de Espanha).
Em Covadonga, fortaleza inexpugnável, um punhado de bravos defensores visigodos comandados por Pelágio, resistiram ao invasor e repeliram do Norte de Espanha os sarracenos, sendo este o único território da península Ibérica que, naquela época, não se tornou árabe.
Entretanto, a progressão dos muçulmanos para nordeste da península Ibérica, nos anos seguintes, só parou em Poitiers, acima dos Pirenéus, onde os franceses, tendo à frente o rei franco Carlos Martel, infligiram pesada derrota aos mouros comandados por Abderrahman e evitando, assim, a islamização de toda a Europa Ocidental.
Ocuparam os árabes a quase totalidade da Península Ibérica, nela fundando vários reinos árabes, alguns designados por emiratos e califados, onde floresceu uma avançada cultura para a época e cuja elegante e rendilhada arquitectura, ainda hoje, pode-se admirar em Granada, Córdova e Sevilha. Nessa desenvolvida sociedade árabe, homens de ciência como Averrois e Avicena deslumbraram pelo seu muito saber. Esta conquista violenta de parte da Ibéria pelos mouros, com a consequente colonização do território pelos invasores, foi, de certa maneira, causa de desenvolvimento económico de grande parte da Ibéria.
Os árabes, civilização no seu apogeu na altura dos acontecimentos aqui narrados, introduziram na península novas técnicas agrícolas de regadio instalando o engenho de tirar água dos poços accionado por animais de tiro (a que hoje se chama nora), novas espécies de árvores de fruto, até então desconhecidas pelos conquistados, como os citrinos e fazendo uso das técnicas da enxertia noutras espécies de árvores frutíferas. Introduziram o uso de alguns produtos químicos, até então cá desconhecidos, assim como o uso da pólvora trazida pelas suas caravanas da longínqua China. Desenvolveram a álgebra e no sistema numérico criaram o símbolo zero, que não sendo um algarismo, representa, contudo, o “nada” permitindo, assim, as operações aritméticas. Há historiadores que afirmam que uma (entre muitas) das causas do enfraquecimento e consequente queda do império romano por descontrolo da sua economia foi não terem criado o zero na numeração romana!
A essa grande parte da península Ibérica ocupada pelos então florescentes árabes chamava-se Al-Andaluz.

No Sul de Portugal, território costeiro que os árabes baptizaram de Algharb (depois Algarve) pois estes invasores tinham vindo do outro lado do mar da planície costeira marroquina chamada Gharb, fundaram os muçulmanos vários reinos ou emiratos árabes, tendo um deles a sua capital situada na margem direita do rio hoje chamado Arade. Esta cidade chamava-se “Shelb”(?) hoje Silves.
Diz a lenda que governava este pequeno reino mouro um jovem rei que casara com uma princesa do Norte da Europa. A rainha, no Inverno, nostálgica do seu país de origem, avistava do seu palácio, os campos circunvizinhos e via o verde-escuro salpicado da cor laranja dos laranjais e a aridez da charneca escalavrada mais distante.
Não via ela a neve da sua terra longínqua que, nessa altura do ano, muito ao Norte, devia cair abundantemente cobrindo casas e campos. Era um período de tristeza e saudade que o seu apaixonado esposo notava nos olhos da sua rainha!
Então, o rei teve uma ideia genial; para suavizar o sofrimento da esposa provocado pela ausência nos campos do seu reino, na estação fria, do branco da neve do Norte, mandou plantar nos seus domínios inúmeras amendoeiras cuja flor branca aparece, imaculada, de Janeiro a Fevereiro, lembrando a neve distante.


Nota:
O Algarve, que até aos anos 70 do século passado possuía grandes pomares de amendoeiras e figueiras, seus frutos tradicionais de exportação, nos últimos 40 anos, por progressivo abandone dos campos pelos agentes rurais (envelhecimento dos mais velhos e não apetência dos jovens), perdeu em grande parte essa riqueza vegetal e até turística.



Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum